26092017luis-greve-imbel-capa

Químicos da Força suspendem greve na Imbel de Piquete (SP)

A decisão ocorreu depois que o TST apontou através de ofício encaminhado ao sindicato, a possibilidade de maior agilidade em relação às demandas das reivindicações

Luís Alberto Alves/Hourpress

Na manhã desta terça-feira (26), a diretoria do Sindicato dos Químicos de Lorena em conjunto com o departamento de ação sindical da Fequimfar (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Est. de SP) realizou assembleia na porta da Imbel, unidade Piquete (SP) e os trabalhadores concordaram com a suspensão da paralisação, que começou no dia 19.

“Após ampla discussão, os funcionários desta filial da Imbel aprovaram a suspensão do movimento até que o TST (Tribunal Superior do Trabalho) se posicione sobre as reivindicações pautadas pelos trabalhadores da Imbel”, explicou o presidente do Sindicato dos Químicos de Lorena, Jeferson Ferreira, o Jefinho.

A decisão ocorreu depois que o TST apontou através de ofício encaminhado ao sindicato, a possibilidade de maior agilidade em relação às demandas das reivindicações que se encontram pendentes no Tribunal, referente às questões relativas aos empregados da Imbel.

Deixe uma resposta