28032017luis-avaliador-escravo

Temer pretende destruir com leis trabalhistas

Ao instituir idade mínima de 65 para homens ou mulheres se aposentar é o mesmo de entregar um Fiat 147 e pedir para alguém vencer o piloto de Fórmula-1 Lewis Hamilton na sua veloz Mercedes-Benz

*Luís Alberto Alves

Faz 15 anos que escrevo reportagens sobre o mundo sindical. Agora sei, exatamente, como pensa a maioria do empresariado brasileiro. De 100% talvez existam 8% interessados no bem-estar do trabalhador, responsável pela geração de lucros neste segmento da economia, principalmente o industrial.

Ao analisar as reformas previdenciárias e trabalhistas percebi que o governo Michel Temer pretende destruir com as pessoas que todos os dias saem de manhã ou até mesmo de madrugada, andando igual sardinha amassada no péssimo transporte coletivo, para contribuir com o progresso deste País, por meio de sua mão de obra.

Luís Alberto Alves

Ao instituir idade mínima de 65 para homens ou mulheres se aposentar é o mesmo de entregar um Fiat 147 e pedir para alguém vencer o piloto de Fórmula-1 Lewis Hamilton na sua veloz Mercedes-Benz. Ou colocar 11 barrigudos, que mal conseguem correr 10 minutos atrás da bola, para enfrentar a máquina de jogar de futebol, Barcelona, com Messi e companhia.

No Brasil, após os 40 anos, a maioria dos profissionais é ignorada pelas empresas, recebendo o carimbo de velha, quando a velhice chega aos 60 anos. Imaginem nesta situação operários da construção civil, metalurgia, comércio ou ramo bancário. Alguém sensato acredita que funcionários deste segmento econômico estarão no mercado até os 65 anos? Só quem crê em Papai Noel e Fada Madrinha para engolir essa proposta.

São raros os trabalhadores que conseguem permanecer ativos nesta rotatividade maluca que assola as empresas. Muitos ficam empregados cinco ou até oito anos, e depois amargam dois ou três anos na informalidade, pois é difícil registrar a carteira. Para complicar, a reforma trabalhista instituiu a escravidão, extinta no final do século 19.

Não tenho dúvidas de que o objetivo do governo Michel Temer é destruir com todas as conquistas do operariado para satisfazer a vontade de uma elite interessada apenas na exploração. Infelizmente a maior parte do empresariado brasileiro ainda desconhece as regras civilizadas que devem ser aplicadas a quem ajuda com seu suor a aumentar sua fortuna. Em tempo: Michel Temer pegou a aposentadoria aos 52 anos….

*Luís Alberto Alves é diretor de redação do hourpress.com. br e jornalista há mais de 30 anos. Trabalhou nos principais veículos de comunicação de SP. É expert em Política Internacional, Segurança Pública, Economia, Música, Veículos, Gospel Music, Sindicalismo e Meio Ambiente. É grande estudioso de Black Music, arranjador e músico de formação clássica.

 

Deixe uma resposta