cesio

A tragédia do Césio 137

Luís Alberto Alves/Hourpress

No dia 13 de setembro de 1987, uma cápsula de césio 137, retirada do Instituto Goiano de Radioterapia por catadores de papel, é vendida a um ferro-velho. Sem saber do que se tratava, algumas pessoas chegaram a se presentear com pedras de césio e outras comeram alimentos contaminados pela substância radioativa.

Durante quatro dias a novidade foi exibida para parentes e amigos — alguns chegaram a levar amostras para casa. Começava ali o maior acidente radioativo da História do Brasil e o maior já ocorrido no planeta fora de usinas nucleares. Calcula-se que 60 pessoas morreram por causa desta contaminação.

Deixe uma resposta